Arquivo da categoria ‘Filmes e Música

SHADOWHUNTERS na ABC Family   3 comments

Olá Galera do Livros com Pipoca!

cbxey_hvaaav2zq

Notícia super legal para os fãs de “Instrumentos Mortais” da Cassandra Clare, o canal ABC Family oficializou que a série baseada nessa saga fantástica começará a ser gravada e, enquanto a maioria das séries ganham um episódio piloto para o canal ter uma ideia do retorno, “ShadowHunters” terá logo de cara a primeira temporada completa com 18 episódios!!!
Segue abaixo as palavras de Tom Ascheim, presidente do canal ABC Family:
“Shadowhunters é uma grande saga épica que irá ressoar pelos fãs das franquias Harry Potter, Jogos Vorazes e Crepúsculo que assistem o canal. Sendo um best-seller por 122 semanas consecutivas, com mais de 35 milhões de cópias pelo mundo, Shadowhunters é a história perfeita para dividir com o público.”
E aí shadowhunters, gostaram da notícia? Agora é só esperar!!!! #agiliza
Abraços e beijos, Berma! 😉

Filme e Música: Corações de Ferro (FURY)   Leave a comment

Olá Galera do Livros com Pipoca!!!

coraçoes-de-ferro

Bom gente acabei de terminar de assistir o filme “Corações de Ferro“, ou Fury no seu título em inglês, e gostaria muito de colocar a resenha já para vocês hoje porque o filme é simplesmente fantástico. Mas, pelo fato dele ser tão fantástico e vocês merecerem uma resenha a altura, vou prepará-la para os próximos posts. Mas só para adiantar um pouco, pois não vou aguentar ficar sem comentar um pouquinho, digo uma coisa “Por favor, assistam esse filme!!!
O filme, que foi dirigido por David Ayer e contou com incríveis atuações de grandes atores como Brad Pitt, Shia LaBeouf, Logan Lerman, Michael Peña e Jon Bernthal, simplesmente me deixou sem respirar em várias cenas. Um drama de guerra como poucos já foram filmados, mostrando o que é viver uma guerra dentro de um tanque!!! Sem falar na trilha sonora que é perfeita!!!
Por enquanto vou deixar aqui o trailler oficial legendado e a trilha sonora para vocês curtirem, que aliás é ótima para ler livros de suspenses…

Leia o resto deste post »

Dica de Filme: Interestelar (Christopher Nolan)   7 comments

Olá Galera do Livros com Pipoca!!!

Hoje a dica de filme vai especialmente para aqueles nerds (Como eu – hehehe) que adoram um bom filme que fala de viagens espaciais, mas que não se limitam a simplesmente em assistir o filme, mas depois procuram entender todo o conceito que o filme se baseia. E para essas pessoas o filme “Interestelar” é uma obra prima!!!

interestelar-posterfinal

Lançamento: 6 de novembro de 2014 (2h49min)
Direção: Christopher Nolan (O mesmo de “A origem” e a trilogia “O Cavaleiro das Trevas”)
Elenco: Matthew McConaughey, Anne Hathaway, Michael Caine mais
Gênero: Ficção científica , Drama
Nacionalidade: EUA
Sinopse: Com o nosso tempo na Terra chegando ao fim, um time de exploradores é responsável pela missão mais importante da história da humanidade: viajar além desta galáxia para descobrir se a raça humana tem futuro além das estrelas.
Resenha: Em um futuro não muito distante a Terra já não é mais aquela “mãe” que todos nós pensamos. Em uma época em que precisamos muito mais de fazendeiros do que de médicos, engenheiros e cientistas, os alimentos são muito escassos, onde os alimentos já acabaram e as plantações são constantemente atacadas por pestes e enormes tempestades de poeiras. Assim a raça humana vai lutando como pode para sobreviver!!!
Nesse contexto o engenheiro espacial Cooper (McConaughey) vive como fazendeiro ao lado do seu filho, sua filha e seu sogro. Cooper vai seguindo a sua vida mas se incomoda com o rumo que a humanidade está seguindo, onde estão mais preocupados em sobreviver do que em empreender uma solução para o futuro, ficando assim com aquela intuição de que com o tempo a vida na Terra se tornará impossível.

164817.jpg-c_315_210_x-f_jpg-q_x-xxyxx

E é nesse momento que ele e a sua filha codificam uma anomalia gravitacional ocasionada na fazenda e acabam sendo guiados para uma base secreta, onde ele acaba sendo convidado para pilotar uma nave espacial em uma missão especial para descobrir outro planeta na qual os humanos pudessem viver e assim não entrar em extinção. E é aí que toda a história começa levando o espectado a uma viagem magnífica.
A primeira parte do filme é focada na vida de Cooper, mostrando as suas convicções, seus relacionamentos com a família, especialmente com a filha Murph, e em como ele lida com toda a confusão que se tornou a terra. E então entra a segunda parte do filme onde o foco é a missão especial a procura de uma nova casa para os seres humanos.
Interestelar aborda temas como o desperdício, abandono, solidão e desespero. É um filme sobre humanidade, retratando a capacidade do homem de ser devastador, mesquinho e ao mesmo tempo sonhador e comprometido.

interestelar21

Um filme que, com a ajuda do físico teórico Kip Thorne (Que foi chamado pelo diretor para ajudar nas gravações do filme) utiliza conceitos fantásticos da astrofísica que nos fazem ficar vidrados no filme do começo ao fim, como buracos negros, viagem no tempo, etc. Teorias essas que chegam ser até difíceis de se entender na primeira vez que o assistimos. Assim vou colocar aqui um resumo desses conceitos para ajudar aos que forem assistir a não “boiar” em meio a tanta física quântica (rsrsrsrs).
Gravidade Artificial: Em um momento do filme eles precisam fazer a nave girar a fim de criar uma gravidade artificial. Mas porque que isso é necessário? A questão é que é extremamente prejudicial a um ser humano ficar em um ambiente sem gravidade por muito tempo – meses e anos, no caso do filme – e, por isso, fala-se em um conceito chamado “gravidade artificial”, que foi criado por cientistas para lidar com o problema. Essa gravidade artificial é produzida por um movimento de rotação da nave, causando uma sensação de gravidade “normal” para os tripulantes da nave.
Buracos Negros Giratórios: Outro assunto abordado no filme é a questão dos buracos negros giratórios, cuja existência já foi comprovada cientificamente pelo astrofísico Kip Thorne. Esses buracos conseguem mudar a forma do espaço ao redor deles, em um processo chamado “frame dragging”. Essa deformação de espaço acaba afetando outros fatores também, como a noção de espaço-tempo das regiões próximas.
Buraco de Minhoca: Na verdade, a astrofísica ainda não comprovou a existência de buracos de minhoca, então este item do filme não poderia ser cientificamente viável. Ainda assim, o conceito é sensacional. Um buraco de minhoca, teoricamente, é o ponto de interseção entre duas regiões do espaço que estão longes. Para entender melhor, é como se fosse uma folha de papel dobrada ao meio e com uma caneta atravessando ambos os lados da folha. No caso a folha seria o espaço. Um ponto de um dos lados dela é a Terra e um ponto do outro lado é uma galáxia distante. O furo que você fez com a caneta é o buraco de minhoca.
Dilatação Gravitacional do Tempo: É um fenômeno verdadeiro e que está diretamente associado à relatividade do tempo, provando que em regiões de forte influência da gravidade, o tempo passa de maneira mais lenta em comparação com regiões de menor atração gravitacional, como a Terra por exemplo. Como os buracos negros têm maior atração gravitacional, lá o tempo passa mais mais devagar do que o tempo em nosso planeta. Assim, uma pessoa próxima a um buraco negro acaba envelhecendo mais devagar do que quem está na Terra. De forma que, como essa dilatação depende da ação gravitacional , e esta por sua vez pode varia de local para local no espaço, cada região cósmica tem uma relação temporal única.
Segue abaixo o trailler do filme:

Para finalizar, “Interestelar” é um filme que vai muito além da nossa imaginação, colocando as teorias em prática. Super recomendo, um daqueles filmes que você assiste, deita na cama e fica pensando “Que filme do c…..”!!!!
Que já assistiu o que achou? E quem não assistiu mas vai assistir, depois conta aqui para nós o que acharam, tá!
Beijos e abraços, Berma! 😉

Publicado 17/03/2015 por Berma em Dicas de Filmes, Ficção, Filmes e Música

Etiquetado com ,

Especial Jogos Vorazes   2 comments

Olá Galera do Livros com Pipoca!!!

Uma das sagas que mais gostei (Acho que colocaria entre as cinco tops) é a trilogia dos Jogos Vorazes. E como faz algum tempo que não coloca nada dela aqui no Livros com Pipoca, resolvi corrigir esse lapso na minha lista de hoje. Assim será uma lista bem simples, com quatro vídeos que mostram momentos marcantes e que ficaram gravados para mim. Na verdade serão três momentos em quatro vídeos, pois um desses momentos eu colocarei dois vídeos (hehehe).

Jogos-Vorazes-A-Esperança-Parte-I

Assobio do Tordo: Bom esse som nem precisa falar muita coisa. Quando a gente o ouve de cara já lembramos de Jogos Vorazes:

A Evolução do Tordo: Esse vídeo eu achei bem legal que mostra a evolução do tordo, o que é uma analogia a evolução da nossa grande heroína Cat (Sem falar que o vídeo é show demais)!!!

Árvore da Forca: E, para finalizar, vou colocar dois vídeos com a música Árvore da Forca, que é cantada pela Cat no Esperança – Parte 1, e que simboliza a força da revolução dos distritos aumentando!!!  primeiro vídeo mostra algumas cenas da saga, e o segundo vídeo a tradução para vocês curtirem.

 

 

Bom Galera, é isso aí!!! Quem gostou deixa um cometário e quem não gostou também tá!!!
Abraços e beijos, Berma! 😉

 

Filmes e música: Apenas uma vez (John Carney)   6 comments

Olá Galera do Livros com Pipoca!!!!

Bom, na semana passada eu falei para vocês aqui do filme “Mesmo se nada der certo”, um filme apaixonante repleto de romance e música!!! Para provar que realmente sou fã de filmes com boa música, hoje vou falar do filme “Apenas uma vez” (Indicação do meu amigo Alfredo), um filme irlandês de 2006 – Pois é, só assisti, então se vocês já assistiram me perdoem tá – que também segue na linha de romance musical.

19961181

Direção: John Carney
Elenco: Glen Hansard, Markéta Irglová, Marcella Plunkett
Gênero: Drama , Romance Musical
Nacionalidade: Irlanda
O filme “Apenas uma Vez” nasceu em 2005, em um concerto do “The Frames” em Dublin, onde o diretor John Carney encomendou a Glen Hansard, líder da banda, a compor algumas canções para que, a partir delas, o roteiro fosse desenvolvido. Diversos encontros entre ambos ocorreram, resultando em 10 canções inéditas e um roteiro de 60 páginas. As filmagens duraram apenas 17 dias e o cantor Bob Dylan gostou tanto de que convidou Glen Hansard e Markéta Irglová a fazerem o show de abertura em parte de sua turnê mundial.
Sinopse: Dublin, Irlanda. Um músico de rua (Glen Hansard) sente-se inseguro para apresentar suas próprias canções. Um dia ele encontra uma jovem mãe (Markéta Inglová), que tenta ainda se encontrar na cidade. Logo eles se aproximam e, ao reconhecer o talento um do outro, começam a ajudar-se mutuamente para que seus sonhos se tornem realidade.
Opinião do blogueiro: O filme é simplesmente delicioso, empolgante e emocionante. Protagonizado por Glen Hansard e Markéta Irglová, uma dupla incrivelmente carismática, o filme tem a música dentro dele, como se corresse música em suas veias.Seguindo a mesma linha do “Mesmo se nada der certo”, o filme “Apenas uma Vez” fala de dois personagens com problemas na vida e que conseguem, juntos, através da música dar a volta por cima e começar de novo.

1pmPwJiHGOKjzSHxnogd655cUdL

Os apaixonados por música vão adorar, pois ele retrata bem a música acontecendo conforme os protagonistas vão se conhecendo e aprendendo a lidar com os seus problemas particulares. Até a dinâmica do filme é como se fosse a construção de uma música, que começa aos poucos e vai criando corpo, e quando se vê já se tornou uma obra prima. Ganhou o Oscar de Melhor Canção Original, o Independent Spirit Awards de Melhor Filme Estrangeiro, o Prêmio do Público, no Sundance Film Festival. Além de receber 2 indicações ao Grammy, nas categorias de Melhor Trilha Sonora – Cinema/TV/Outras Mídias e Melhor Canção Original – Cinema/TV/Outras Mídias.
Além de retratar de maneira direta, simples e brilhante a busca pelo sonho do sucesso que todo cantor tem, ele é recheado daquele humor europeu, com músicas lindas e cenas emocionantes que nos deixam totalmente presos ao filme, nos emocionando, nos fazendo rir e chorar junto com eles e com as músicas.
Vou colocar aqui um clipe e uma playlist com 07 clipes com a trilha sonora do filme que é fantástica para vocês poderem curtir:

 

 

 

O mais curioso é que os protagonistas, que são músicos, também se apaixonaram na vida real e viveram uma história de amor. Hoje eles já se separam mas decidiram continuarem juntos pela música e forma hoje a dupla “The Swell Season”. Segue abaixo um vídeo especial feito para eles e para o filme na Globo News.
Bom galera, super indico o filme, principalmente para que está querendo curtir um bom romance com uma boa música!!!
Depois em contam o que acharam tá!
Abraços e beijos, Berma! 😉

 

Publicado 09/03/2015 por Berma em Dicas de Filmes, Filmes e Música, Romances

Etiquetado com ,

Música e Cinema: “Mesmo se nada der certo”   4 comments

Olá Galera do Livros com Pipoca!!!

Passeando pelo blog da HIMMEL me deparei com um post muito legal que ela fez com algumas indicações de filmes, e uma das indicações é o filme “Mesmo se nada der certo” ou “Begin again“, na qual não havia assistido ainda. Então, seguindo a indicação, assisti ao filme e ADOREI!!!! Gostei tanto que resolvi fazer um post especial dele aqui no Livros com Pipoca.
CanASongSaveYourLife_Plakat_A3.indd
Direção: John Carney
Elenco: Keira Knightley, Mark Ruffalo, Adam Levine, Mos Def, Cee-lo Green
Nome Original: Begin Again
Ano: 2013
Duração: 104 min
País: EUA
Classificação: 12 anos
Gênero: Comédia romântica
Sinopse: Em “Mesmo se Nada Der Certo”, Greta (Keira Knightley) é uma cantora e compositora, que é abandonada pelo namorado, também músico, quando ele começa a fazer sucesso. Devastada, ela se dedica a cantar em bares de Nova York, onde encontra o produtor musical fracassado Dan (Mark Ruffalo) e inicia uma grande parceria.
Para quem gosta de um bom romance com um música boa, ou um musical recheado de romance e drama pessoal e familiar, esse filme é um prato cheio!!! Dirigido por John Carney e estrelado por Mark Ruffalo e Keira Knightley, além da participação mega especial de Adam Levine (Vocalista do Marron 5), o filme nos trás muito romance, dramas e música, nos fazendo apaixonar e nos emocionar do começo ao fim.
28b46645-efb3-4ce6-859f-eff7f4b762d9
O filme conta a história de personagens fracassados que se juntam para dar a volta por cima. A história começa com o encontro de Dan e Gretta. Dan (Mark Ruffalo) é um produtor musical falido que passa por problemas familiares com sua ex-esposa Miriam, uma mulher que apostou tudo numa paixão fora do casamento que não vingou, e sua filha Violet, uma adolescente ignorada pelos colegas na escola e que sofre pela situação dos pais. Gretta (Keira Knightley) é uma jovem com talento musical mas que levou um fora do namorado Adam, um cantor em ascensão interpretado por Adam Levine que faz um papel de si mesmo, que tenta superar esse golpe da vida tendo a ajuda do seu amigo Steve, um músico que vive dos moedas que ganha tocando nas ruas e em bares menores.

CAN A SONG SAVE YOUR LIFE?

Já no início o filme nos surpreende mostrando o encontro de Adam e Gretta em 03 visões diferentes, a primeia pela visão do público, uma segunda na visão de Adam e uma terceira com a visão de Gretta. E, ao final da terceira visão o espectado consegue ter uma visão completa da cena e desse encontro que vai mudar a vida dos envolvidos.
Assim que eles se conhecem e compartilham os golpes que cada um levou em suas vidas resolvem dar a volta juntos, tendo a ideia de gravar um disco em lugares externos, frequentados pelas pessoas em geral, como praças, metrôs, etc. Assim Adam, com sua capacidade de produzir músicos, consegue formar uma banda somente com músicos fracassados que resolvem embarcar nessa ideia.

BuzzFoto Celebrity Sightings In New York - June 29, 2012

“Mesmo se nada der certo” possui várias pontos positivos que podemos falar e que dão todo o tom do seu valor como filme. Vou tentar aqui falar das 03 principais para mim:
Primeiramente, o filme não é um daqueles clichês românticos americanos onde no final sem o protagonista acaba se casando e vivendo feliz para sempre, ou se tornando um milionário, ou conseguindo aquela vingança amorosa que sempre quis. Não, o filme retrata aquelas mudanças sutis e internas que ocorrem em nós e que acabam nos colocando novamente no caminho correto da vida, aqueles momentos em que percebemos que, por teimosia e orgulho, estamos dando valor a pessoas erradas e afastando de nós aqueles que realmente nos amam e nos conhecem.
O filme defende um posição contrária a da maioria dos músicos de hoje que sem vendem por dinheiro para as grandes gravadoras e passam a ser controladas por elas, fugindo do verdadeiro amor que eles tem pela música e não fazendo mais o que realmente gostam. Uma atitude corajosa que criticam esses músicos que passam por cima de todos para obter o sucesso da mídia (No filme esse personagem ficou a cargo de nada menos que Adam Levine).

filmes_2519_21048224_20131010101429207.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

E por último estão as músicas do filme que se encaixam perfeitamente com o enredo e os momentos da história, e são ótimas!!! Impossível não gostar, se emocionar e cantar junto com o filme. Nas vozes de Keira Knightley e de Adam Levine, as músicas nos embalam e nos conectam com o filme de maneira supreendente. Não a toa que as músicas ficaram por bastante tempo na parada de sucesso americana.
O único ponto negativo que encontrei, mas que não tira de nenhuma forma o encanto do filme, é o fato de ter algumas cenas inverossímeis, principalmente nas cenas em que eles estão gravando as músicas ao vivo em lugares impossíveis como no metrô ao mesmo tempo em que está passando o metrô.
Segue abaixo o trailler do filme para vocês curtirem!!!!

 

Segue agora alguns dos clips com as músicas do filme (Desculpem se ficou grande o post é que não consegui me conter nos vídeos (rsrsrs)!!!!

 

 

 

 

 

 

E então pessoa, já assistiram o filme? Gostaram? Me contem aqui!!!!
Abraços e beijos, Berma. 😉

Publicado 02/03/2015 por Berma em Dicas de Filmes, Filmes e Música, Romances

Etiquetado com ,

Experimentando a liberdade ao som de Mozart!!!   2 comments

Olá Galera do Livros com Pipoca!!!

 

A minha primeira paixão são, sempre serão os livros, mas em segundo lugar, de mãos dadas com os livros, estão os filmes. E um dos melhores filmes que eu já assisti é “Um Sonho de Liberdade“, do diretor Frank Darabont.
capa
O filme, que tem como base a novela de Stephen King “Rita Hayworth and Shawshank Redemption”, apesar de não ter sido um tremendo sucesso em se tratando de venda de bilheterias, entrou para a história do cinema como um dos filmes mais queridos pelo mesmo público que o rejeitara nas bilheterias. Bateu o recorde de locações de vídeo em 1995 e figura há anos no topo dos 250 melhores filmes do IMDB , que leva em conta a nota dos usuários. O filme também aparece na lista de American Film Institute entre as melhores produções norte-americanos de todos os tempos.
Sinopse: Em 1946, Andy Dufresne (Tim Robbins), um jovem e bem sucedido banqueiro, tem a sua vida radicalmente modificada ao ser condenado por um crime que nunca cometeu, o homicídio de sua esposa e do amante dela. Ele é mandado para uma prisão que é o pesadelo de qualquer detento, a Penitenciária Estadual de Shawshank, no Maine. Lá ele irá cumprir a pena perpétua. Andy logo será apresentado a Warden Norton (Bob Gunton), o corrupto e cruel agente penitenciário, que usa a Bíblia como arma de controle e ao Capitão Byron Hadley (Clancy Brown) que trata os internos como animais. Andy faz amizade com Ellis Boyd Redding (Morgan Freeman), um prisioneiro que cumpre pena há 20 anos e controla o mercado negro da instituição.
E, na minha opinião, uma das melhores partes do filme é quando Dufresne encontra um disco de vinil de Mozart em uma das salas do presídio e começa a ouvi-lo, especialmente uma parte da ópera “Le Nozze di Fìgaro” (As Bodas de Fígaro). No entanto, sua paixão pelo momento foi tanta que ele prende o guarda no banheiro e coloca a música no alto falante para que todos os demais presos, que estavam na hora do sol, possam também ouvir e compartilhar desse momento. Então o Red (Pesonagem de Morgan Freeman) faz um discurso a respeito da música que é sensacional.
Vou postar aqui essa parte do filme, com a trilha sonora de Mozart, e também o texto de Red descrevendo o que os presos sentem ao ouvir a canção!!!

“Não faço a mínima ideia do que aquelas duas italianas
cantavam.
Na verdade, nem quero nem saber.
Algumas coisas são melhores deixadas não ditas.
Quero imaginar que elas estejam cantando algo tão belo que não possa ser expresso em palavras… e faz seu coração se apertar… com a música.
Eu diria que aquelas vozes voaram mais alto e mais longe do que qualquer pessoa num lugar cinzento ousaria sonhar.
Era como um belo pássaro que voou para a nossa gaiola e fez os muros se dissolverem.
E, pelo mais breve momento, cada homem de Shawshank se sentiu livre.”
Então pessoal, o que acharam? Já assistiram o filme? Gostaram?
Abraços e beijos, Berma.

😉

Publicado 23/02/2015 por Berma em Filmes e Música, Poesias

Etiquetado com ,

%d blogueiros gostam disto: