Arquivo da categoria ‘Divergente – Veronica Roth

Divergente – Veronica Roth   2 comments

DIVERGENTE
Sinopse: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em 5 facções: Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.
Quem acompanha o blog já deve ter percebido que sou um apaixonado por livros que seguem o gênero da Distopia, ou seja, esses livros ou trilogias onde a história retrata um mundo normalmente futurístico onde as pessoas são oprimidas pelo governo, estão em meio a uma guerra ou crise mundial. Esse tipo de livro costuma ter sempre grupos rebeldes e revoluções. Exemplos dessa linha de livros estão Jogos Vorazes, A Hospedeira, etc.
E a saga Divergente de Verônica Roth é mais uma das grandes obras de sucesso que seguem essa linha da distopia. Uma história que se passa em um futuro que, para manter a sociedade em ordem e livres de guerras, a sociedade foi dividida em quatro facções distintas, onde as mesmas se diferenciam pela característica e personalidade dos seus integrantes: Audácia, Franqueza, Abnegação e Erudição.
Assim, cada pessoa, ao atingir determinada idade passa por um processo que define em qual das facções o mesmo deverá viver o resto de sua vida, seguindo rigorosamente as regras da facção escolhida.
Mas, para entrar na facção o iniciando deverá primeiro passar por um processo de iniciação, e se o mesmo não for aprovado ele será expulso e passará a fazer parte de um grupo discriminado conhecido como os “Sem Facção”.
A história tem como protagonista uma garota de 16 anos chamada “Beatrice Prior”, ou Tris, que vive com sua família na facção da abnegação e que ao fazer o processo de seleção da sua facção descobre que tem a aptidão para mais de uma facção, fazendo parte assim de um grupo conhecido como os “Divergentes”. E é aqui que começa confusão na qual você via ficar fissurado!!!
O mais legal da história é a ideia de que não existe uma pessoa do bem ou do mal, nem pessoas que fazem parte desse grupo ou daquele… As pessoas podem ter um pouco de cada e ainda aprender a respeitar o jeito de cada um, sem julgamentos precipitados, sabendo que erros podem ser cometidos e perdoados.
Este primeiro volume nos apresenta a este mundo todo dividido e aos seus personagens, nos inserindo em uma intriga muito legal, repleta de suspense, aventura, brigas, paixões, amizades, etc. Fazendo-nos ficar loucos para ler o segundo volume da saga.
Enfim, uma história muito legal, que mesmo sendo inferior à saga de “Jogos Vorazes”, prende a nossa atenção e nos faz vibrar, emocionar, enraivecer junto com Tris.
Abraços e beijos, Berma! 😉

E você já conseguiu superar esse medo?   Leave a comment

tumblr_lrwt797jbz1r1f7dro1_500_large

“_ E você já conseguiu superar esse medo?

_ Ainda não. – Nós alcançamos a porta do dormitório, e ele apoia  as costas na parede, enfiando as mãos nos bolsos. – Talvez eu nunca supere.

_ Então, eles não vão embora?

_ Ás vezes vão. E às vezes são apenas substituídos por novos medos. – Ele prende os dedões nas passadeiras do cinto da sua calça. – Mas o objetivo não é perder o medo. Isso seria impossível. Aprender a controlar seu medo e libertar-se dele é o verdadeiro objetivo.”

Divergente – Veronica Roth

Rir e chorar!!!   2 comments

tumblr_lhpv0p87JX1qdbjlno1_500

“… mas mesmo assim uma risada brota da minha garganta, e eu deixo que ela saia porque é mais fácil do que reprimi-la… Às vezes, rir e chorar são as nossas únicas opções, e rir parece ser a melhor das duas agora.”

Divergente – Veronica Roth

A razão humana…   2 comments

2861571860_53106bdfa9

“A razão humana é capaz de justificar qualquer mal; é por isso que não devemos depender dela.”

Divergente – Veronica Roth

Queria ter vontade de chorar…   Leave a comment

2chxd9i

“Queria ter vontade de chorar, porque as lágrimas talvez me proporcionassem uma sensação de libertação, mas a vontade não veio.”

Divergente – Veronica Roth

%d blogueiros gostam disto: