Arquivo da categoria ‘A Culpa é das Estrelas

Tentando não chorar!   Leave a comment

tumblr_lx5gbaJXjb1qkxpsyo1_500

“Passei a maior parte da minha vida tentando não chorar na frente das pessoas que me amavam. Você trinca os dentes. Você olha para cima. Você diz a si mesmo que se eles o virem chorando, aquilo vai magoá-los, e você não vai ser nada mais que uma tristeza na vida deles.”

A Culpa é das Estrela

Apaixonado!!!   Leave a comment

a culpa é das estrelas2

  3 comments

Saudades

“- Talvez você queira falar de seus medos para o grupo.
– Meus medos?
– É.
– Eu tenho medo de ser esquecido.”

A Culpa é das Estrelas

Todo mundo deveria ter…   Leave a comment

452641693_514d2697fb

“Mas todo mundo deveria ter um amor verdadeiro, que deveria durar pelo menos até o fim da vida da pessoa.”

A Culpa é das Estrelas – John Green

Alguns infinitos são maiores que outros…   Leave a comment

tumblr_miwogyFSlb1rm4t7no1_500

A Culpa é das Estrelas – Trailer Legendado HD   3 comments

A Culpa é das Estrelas – John Green   1 comment

A CULPA E DAS ESTRELAS

Sinopse: A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer – a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas. Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar.
Bom, primeiramente acho que fui a última pessoa a ler A Culpa é das Estrelas, do fofo e nerd (Como dizem por aí) John Green. Todo mundo dizia e contava spoilers sebre esse livro e, após o lançamento do filme nos cinemas, decidi que era hora de dar uma, e olha que o livri já estava na minha estante a mais de uma ano. Vou admitir que, apesar de ir contra a maré, eu não achei tudo isso, muito porque acredito ter criado uma expectativa muito grande sobre ele. O livro é ótimo, tem momentos muito bons, conversas sensacionais, ale de um tema interessante que fala sobre alguns valores sobre a vida. Mas definitivamente não é o melhor livro que eu já li desse tipo, na minha opinião.
Em alguns momentos senti uma correria sem necessidade e alguns momentos de tristezas e raivas foram forçados, mas esses itens não tiram a beleza e pureza da história de amor existente. Muitas pessoas que leram me disseram que choraram muito, confesso que, apesar de ser um chorão de carteirinha, não derramei nenhuma lágrima nessas páginas.
A Culpa é das Estrelas não fala nada de estrelas, só pra você saber. Ele conta a história de Hazel Grace, qure tem câncer e, segundo a definição dela própria, esse cÂncer que faz parte do corpo dela, assim como todo o resto. O câncer é só mais uma parte dela que luta para viver e ela não o culpa por isso. Ao contrário, ela tenta conviver e encarar tudo da melhor forma possível.
Visita um grupo de apoio, de onde surgem personagens super interessantes. O amigo cego, Isaac, que é sensacional (Para mim o melhor personagem da história). Aparece Augustus Waters, o Gus, que também tem histórico de câncer mas não tem nada nele visivelmente pra provar isso – Ele é o garoto lindo, aparentemente saudável, forte e engraçadona qual Hazel se apaixona, e resolve se entregar aos poucos e de forma simples, honesta e sem correrias (apesar do pouco tempo que eles têm nas mãos!) a esse amor.
A vontade de Hazel para saber como ficam os personagens do livro assim que ele termina é meio surreal, apesar de existirem muitos leitores como ela. Parece que colocou como objetivo da pouca vida que ela acha que tem e esforços não são medidos para conseguir suas respostas.
Não é um livro exatamente sobre o câncer. É um livro sobre descobertas e preconceitos, sobre formas de encarar a vida e amizades, sobre realizar desejos e correr atrás do que você quer, sobre viver e, ocasionalmente, sobre ter câncer. Porque, afinal, o câncer são eles mesmos. E, como todos os nossos problemas, defeitos e qualidades, temos que aprender a viver lado a lado com o que pode nos destruir.
O livro foi escrito por John Green, mas ele mesmo diz que não é baseado em fatos reais. Ele se inspirou em uma amiga, Esther Earl, que tinha câncer e faleceu alguns anos atrás. Mas nas primeiras páginas de A Culpa é das Estrelas, ele deixa bem claro que é um livro de ficção e o fato das pessoas ficarem buscando realidade nele só torna tudo mais chato e irrelevante. Para entender melhor, foi lançado A Estrela que Nunca vai se Apagar, que já está em todas as livrarias, e é tipo um diário de Esther. Vale a pena dar uma olhadinha!
E agora tem o filme também, ainda não assisti mas vou!
Abraços e beijos, Berma! 😉
%d blogueiros gostam disto: