Arquivo da categoria ‘Editora Arqueiro

Lançamentos Editora Arqueiro   5 comments

Olá Galera do Livros com Pipoca!!!

Hoje vou trazer aqui para vocês os lançamentos da EDITORA ARQUEIRO que estão fazendo o maior sucesso nas comunidades de leitores!!! Vale a pena dar uma conferida!!!

lançamentos editora arqueiro

Para quem quiser conhecer mais segue abaixo as resenhas de cada um:

Leia o resto deste post »

Dica do Livros com Pipoca: A RAINHA NORMANDA (Patricia Bracewell)   7 comments

Olá Galera do Livros com Pipoca!!!

A dica do Livros com Pipoca de hoje é o livro “A RAINHA NORMANDA“, da autora Patricia Bracewell, que foi publicado pela EDITORA ARQUEIRO. Que aliás, essa foto aí já é da estante do blog!!! 😉
20150325_221617
O início do século XI é uma época conturbada na Inglaterra. O rei Æthelred é um homem voluntarioso, que não confia nem em seus conselheiros mais próximos, e o povo vive sob o terror constante da ameaça dinamarquesa.
Quando a rainha morre, ele é pressionado a se casar de novo e decide tomar como esposa uma normanda pertencente a uma família de muito prestígio na Dinamarca. Assim, acha que conseguirá tranquilizar a nobreza e ao mesmo tempo forjar uma aliança importante para proteger seu reinado.
A escolhida é Emma, irmã de um poderoso duque. Mal saída da infância, ela já chega à Inglaterra com duas missões muito importantes: servir de informante a seu irmão e dar ao rei um filho homem. Assim, poderá aumentar a influência de sua família na corte e também garantir o próprio poder.
Logo após o casamento, porém, ela se vê no meio de uma perigosa rede de intrigas. De um lado, uma rival linda e sedutora, que usa seus encantos para conseguir o que quer. De outro, os filhos mais velhos do rei, que temem que ela dê à luz um menino e consiga colocá-los cada vez mais distantes na linha de sucessão ao trono. Além disso, Emma ainda precisa lidar com uma paixão proibida, com a falta de confiança do próprio marido e com a ganância de todos os que se aproximam dela.
Em um mundo traiçoeiro, em que uma simples frase pronunciada na hora errada pode lhe custar a vida, Emma precisará se unir às pessoas certas e conquistar o respeito do povo para conseguir não só sobreviver, mas deixar seu nome marcado para sempre na história.
Baseado em acontecimentos reais registrados na Crônica Anglo-saxã, A rainha normanda conduz o leitor por um período histórico fascinante e esquecido, no qual fantasmas vigiam os salões do poder, a mão de Deus está presente em cada ação e a morte é uma ameaça sempre à espreita.
Governando na época compreendida entre o rei Artur e a rainha Elisabeth I, a rainha Emma é uma heroína inesquecível cuja luta para encontrar seu lugar no mundo continua fascinante até hoje.
Com um trabalho esplêndido da Editora Arqueiro, uma capa muito linda, esse livro é daqueles que te hipnotizam só de vê-los na prateleira das livrarias. Logo, logo teremos a resenha aqui!!!! Aguardem!!!
Abraços e beijos, Berma! 😉

Inferno – Dan Brown   Leave a comment

Olá Galera do Livros com Pipoca!!!

Hoje a resenha é muito especial, pois será de um livro que eu realmente amei ler!!! INFERNO, do nosso conhecido autor Dan Brown, que foi publicado pela nossa querida EDITORA ARQUEIRO.

INFERNO

Sinopse: Neste fascinante thriller, Dan Brown retoma a mistura magistral de história, arte, códigos e símbolos que o consagrou em “O Código Da Vinci”, “Anjos e Demônios” e “O Símbolo Perdido” e faz de Inferno sua aposta mais alta até o momento. No coração da Itália, Robert Langdon, o professor de Simbologia de Harvard, é arrastado para um mundo angustiante centrado numa das obras literárias mais duradouras e misteriosas da história: O Inferno, de Dante Alighieri. Numa corrida contra o tempo, ele luta contra um adversário assustador e enfrenta um enigma engenhoso que o leva para uma clássica paisagem de arte, passagens secretas e ciência futurística. Tendo como pano de fundo poema de Dante, e mergulha numa caçada frenética para encontrar respostas e decidir em quem confiar, antes que o mundo que conhecemos seja destruído.
Resenha: Bom pessoal, depois de ter lido alguns dos livros famosos de Dan Brown posso afirmar que Inferno é um livro excepcional, mas, ao meu ver ainda fica atrás de “Anjos e Demônios” e “O Código da Vinci”, apesar de isso ser questão de gosto, isso ´s somente uma ordem dos meus tops!!! (rsrsrs).
Nessa nova trama, da mesma forma que ocorreu em “Símbolo Perdido”, o escritor inicia a aventura de forma um pouco diferente, como se acordássemos já no meio da confusão, nos colocando ao lado do protagonista Robert Langdon em uma situação onde ele está em um hospital e não se lembra dos seus últimos três dias, e já precisa correr para salvar sua pele, pois uma assassina já está em seu encalço.

Capturar

Assim se inicia a jornada de Langdon, que com a ajuda de Sienna Brooks (A médica que o ajuda a escapar do hospital) precisa entender o porquê que está sendo caçado e por quem está sendo caçado, para assim descobrir o que realmente está ocorrendo e se ele é realmente culpado de alguma coisa.
A história se passa na Itália, com alguns trechos em outros lugares, com o plano de fundo a questão da manipulação genética e do problema da superpopulação da terra que vem crescendo a cada ano. É muito interessante ver essa questão da manipulação genética como uma arma, pois é esse o grande medo atual da humanidade.
Inferno utiliza a obra “Divina Comédia” do artista Dante Alighieri e seus desdobramentos, que, segundo especialistas, retrata a ideia que a pessoa que comete pecados deve sofrer para se chegar ao Paraíso, e é focando exatamente nessa ideia que Langdon tentará decifrar os mistérios que o cercam desde que acordou com amnésia.

inferno_mapa_botticelli

O livro possui um ótimo enredo, com um suspense digno de Brown e com ótimas reviravoltas durante a trama, onde o autor nos conduz pelas ruas da itália e de outros lugares do mundo, acompanhados de personagens muito intrigantes, sociedades secretas e mistérios empolgantes.
O ponto negativo do livro (Que para mim não e influenciante) é o excesso de descrição das obras e lugares que o escritor inseriu no livro, em certas horas o livro parece até um documento de atração turística, o que torna a narrativa mais maçante do que os livros anteriores.
Finalizando, é um ótimo livro para os fãs de Dan Brown e para quem gosta de livros de suspense com mistérios a serem desvendados. Super recomendo pois vale a pena ler.
Abraços e beijos, Berma! 😉

O Símbolo Perdido – Dan Brown   Leave a comment

Olá Galera do Livros com Pipoca!!!

Hoje teremos mais um resenha do nosso querido autor Dan Brown. Agora será a vez do livro “SÍMBOLO PERDIDO“, que foi publicado pela EDITORA ARQUEIRO.

O SIMBOLO PERDIDO

Sinopse:  Depois de ter sobrevivido a uma explosão no Vaticano e a uma caçada humana em Paris, Robert Langdon está de volta com seus profundos conhecimentos de simbologia e sua brilhante habilidade para solucionar problemas. Em O símbolo perdido, o célebre professor de Harvard é convidado às pressas por seu amigo e mentor Peter Solomon – eminente maçom e filantropo – a dar uma palestra no Capitólio dos Estados Unidos. Ao chegar lá, descobre que caiu numa armadilha. Não há palestra nenhuma, Solomon está desaparecido e, ao que tudo indica, correndo grande perigo. Mal’akh, o sequestrador, acredita que os fundadores de Washington, a maioria deles mestres maçons, esconderam na cidade um tesouro capaz de dar poderes sobre-humanos a quem o encontrasse. E está convencido de que Langdon é a única pessoa que pode localizá-lo. Vendo que essa é sua única chance de salvar Solomon, o simbologista se lança numa corrida alucinada pelos principais pontos da capital americana: o Capitólio, a Biblioteca do Congresso, a Catedral Nacional e o Centro de Apoio dos Museus Smithsonian. Neste labirinto de verdades ocultas, códigos maçônicos e símbolos escondidos, Langdon conta com a ajuda de Katherine, irmã de Peter e renomada cientista que investiga o poder que a mente humana tem de influenciar o mundo físico. O tempo está contra eles. E muitas outras pessoas parecem envolvidas nesta trama que ameaça a segurança nacional, entre elas Inoue Sato, autoridade máxima do Escritório de Segurança da CIA, e Warren Bellamy, responsável pela administração do Capitólio. Como Langdon já aprendeu em suas outras aventuras, quando se trata de segredos e poder, nunca se pode dizer ao certo de que lado cada um está. Nas mãos de Dan Brown, Washington se revela tão fascinante quanto o Vaticano ou Paris. Em O Símbolo Perdido, ele desperta o interesse dos leitores por temas tão variados como ciência noética, teoria das supercordas e grandes obras de arte, os desafiando a abrir a mente para novos conhecimentos.
Resenha: Vou começar a resenha enfatizando que sou fã do Dan Brown, mas o “Símbolo Perdido”, ao meu ver, ficou bem aquém dos outros dois livros que já li, “Anjos e Demônios” e “O Código da Vinci”. Depois de dois grandes sucessos onde um deles só perdeu em número de vendas para o nosso querido Harry Potter, Dan Brown volta a cena em o “Símbolo Perdido”, só que dessa vez com alguns detalhes diferentes dos anteriores.
A diferença mais interessante é que nos outros dois (Anjos e Demônios e O Código Davinci) o vilão faz parte do suspense do livro, onde o mesmo é revelado somente no final no final. Já em o Símbolo Perdido o vilão se torna um dos principais personagens, pois o mesmo é revelado logo no início do livro, e no seu decorrer Dan vai descrevendo a sua personalidade e a sua história, o que nos leva a entender melhor as suas escolhas.
Outra diferença interessante é que agora a trama se passa em território americano e o suspense é muito mais corrido, com menos tempo para as soluções dos enigmas, o que põe o nosso querido herói à prova quase que o tempo todo da leitura.
Com um o ritmo bem mais ágil , Dan Brown envolve o leitor com seus famosos enigmas tendo como plano de fundo da história a maçonaria – seus rituais, tradições e grande influência na fundação dos Estados Unidos.
Outro ponto importante é  a inclusão das pesquisas de um dos ramos mais recentes da ciência, a noética (apresentadas, na trama, pela irmã de Peter, Catherine Solomon), que estuda o poder da mente humana e sua possível influência no mundo material. Não sei se o que é apresentado no livro é verdadeiro, mas são informações que certamente deixam o leitor bem curioso sobre o assunto.
A história coloca o nosso querido simbologista Robert Langdon respondendo a um chamado de um velho amigo, Peter Solomon, que é na verdade um membro da importante da maçonaria. O chamado é para dar uma palestra no Capitólio dos EUA, em Washington. Só que, assim que Langdon chega para a palestra, percebe que o convite era na verdade uma mentira e que seu amigo corre grande perigo de vida. E é assim que Robert, junto com a Catherine Solomon, a irmã de Peter, acaba envolvido em uma corrida contra o tempo para decifrar vários enigmas, salvar a pele do seu amigo e encontrar um tesouro que está escondido há muito tempo dentro da maçonaria e que é capaz de oferecer poderes sobre-humanos para quem colocar as mãos nele.

Capturar

Na minha opinião, enquanto livro de aventura é sim uma ótima leitura, mas faltou um pouco de emoção… Não consegui sentir nele aquela sensação de fazer parte da história e se envolver com os personagens, o que acontece sempre que leio bons livros… Sendo que em alguns momentos a leitura ficou meio que óbvia para mim.
Mas, para quem é fã de um romance repleto de suspense e aventura, como os apaixonados por Dan Brown, realmente é uma leitura obrigatória e um título que deve fazer parte da sua estante!!!
Abraços e beijos, Berma! 😉

Anjos e Demônios – Dan Brown   1 comment

Olá Galera do Livros com Pipoca!!!

A resenha de hoje fica por conta de ANJOS E DEMÔNIOS do autor Dan Brown, que foi publicado pela EDITORA ARQUEIRO.
ANJOS E DEMONIOS
Sinopse: Antes de decifrar O código Da Vinci, Robert Langdon, o famoso professor de simbologia de Harvard, vive sua primeira aventura em Anjos e demônios, quando tenta impedir que uma antiga sociedade secreta destrua a Cidade do Vaticano.
Às vésperas do conclave que vai eleger o novo Papa, Langdon é chamado às pressas para analisar um misterioso símbolo marcado a fogo no peito de um físico assassinado em um grande centro de pesquisas na Suíça.
Ele descobre indícios de algo inimaginável: a assinatura macabra no corpo da vítima é dos Illuminati, uma poderosa fraternidade que ressurgiu disposta a levar a cabo a lendária vingança contra a Igreja Católica. De posse de uma nova arma devastadora, roubada do centro de pesquisas, ela ameaça explodir a Cidade do Vaticano e matar os quatro cardeais mais cotados para a sucessão papal.
Correndo contra o tempo, Langdon voa para Roma junto com Vittoria Vetra, uma bela cientista italiana. Numa caçada frenética por criptas, igrejas e catedrais, os dois desvendam enigmas e seguem uma trilha que pode levar ao covil dos Illuminati – um refúgio secreto onde está a única esperança de salvação da Igreja nesta guerra entre ciência e religião.
Resenha: Anjos e Demônios de Dan Brown apresenta-nos a personagem de Robert Langdon, professor de iconologia religiosa e história da arte na Universidade de Harvard. À medida que os acontecimentos se desenrolam, ele é acordado por um telefonema de Maximilian Kohler, o director do CERN, o maior centro de investigação científica do mundo situado em Génova, Suíça. Um dos seus maiores físicos fora assassinado e tinha a palavra “Illuminati” marcada no peito. Como Langdon é um perito na antiga sociedade secreta conhecida comoIlluminati, é-lhe pedida ajuda na resolução deste assassinato. O avião ultra-moderno X-33 transporta Lagdon de Massachusetts até à Suíça em pouco mais de uma hora.
A vítima assassinada é Leonardo Vetra que, além de ser um dos principais físicos do mundo, é também um padre Católico. Ele é um padre que adotou uma filha, Vittoria, que é também cientista no CERN. Isto era a maior suspensão de descrença para mim, um homem que é padre, pai e um físico de topo, mas aceitar isto é abrir caminho para o desenrolar da história. Vetra e a sua filha estavam a usar o maior acelerador de partículas do mundo para criar antimatéria para depois a reterem em vasilhas para que esta não interagisse com a matéria.

diamante

Se uma vasilha for retirada do sistema elétrico que mantém a matéria e antimatéria separadas são acionadas baterias de substituição durante 24 horas. Quando às 24 horas expirarem, ambas colidirão provocando uma explosão instantânea com uma força poderosa, sem precedentes. Leonardo Vetra criou a antimatéria para simular o Big Ben. Do seu ponto de vista, isto provaria que Deus existe, sendo capaz de criar nova matéria e antimatéria da mesma forma que Deus criou o universo. No entanto, o assassinato de Vetra permite que uma das vasilhas seja roubada. A dúvida sobre a identidade do ladrão e o destino que dará ao recipiente será esclarecida em breve.
Este recipiente é rapidamente descoberto numa câmara de segurança na Cidade do Vaticano, com o seu relógio em contagem decrescente à medida que a bateria se esgota. Entretanto, a câmara de segurança não é encontrada e, assim, também o paradeiro da própria vasilha é um mistério. Langdon e Vittoria Petra são rapidamente enviados para a Cidade do Vaticano, em Roma, para ajudarem a encontrar a vasilha e devolvê-la ao CERN antes que exploda, à meia-noite. Não só existe a ameaça da vasilha destruir a Cidade do Vaticano como, com a recente morte do Papa, os cardeais da Igreja Católica encontram-se reunidos no conclave para a escolha do novo Papa. Eles estão prestes a isolarem-se no interior da Capela Sistina onde, de acordo com as regras da Igreja, terão de permanecer até um novo Papa ser escolhido. Eles aguardam o preferiti, os quatro cardeais de quatro países europeus diferentes que são os candidatos preferenciais a tornarem-se o novo Papa.

illuminati

Enquanto Langdon e Vittoria tentam convencer o capitão da Guarda Suíça e o Camerlengo, o substituto do Papa que lidera a Igreja até ser escolhido novo Papa, que a bomba antimatéria é real, é recebida uma chamada de um homem que se intitula pertencer à Illuminati. Ele tem os quatro cardeais, que ameaça matar um a um e permitir que a bomba destrua a Cidade do Vaticano, que inclui não só a hierarquia da Igreja, mas também as suas posses e riquezas. Ele não tem exigências; o seu único desejo é destruir a Igreja Católica como resposta ao tratamento que a mesma tem dado aos cientistas e à Illuminati ao longo dos séculos. Langdon e Vetra estão numa corrida contra o tempo. Eles pesquisam em arquivos e mistérios antigos para encontrarem pistas, que requerem bastantes conhecimentos prévios em história da arte e simbologia religiosa. Isto faz de Lagdon o guia mestre desta viagem pelo conhecimento inato e acadêmico, dando o seu melhor para educar sem parecer superior com a sua própria inteligência.
Tal como o Codigo da Vinci, Langdon percebe o suficiente sobre cada mistério para ir à procura das peças necessárias para resolver cada puzzle, que o leva ao próximo. Vittoria é bonita, forte e determinada em vingar a morte do pai e evitar que a vasilha exploda. Ambos estão constantemente um passo atrás da Illuminati e, uma vez que se torna claro que a Guarda Suíça e a Cidade do Vaticano foram penetradas pela sociedade antiga, eles não sabem em quem confiar. Isto os leva até igrejas, fontes, criptas, passagens esquecidas ou secretas e catacumbas. A morte espreita-os em cada esquina, de uma forma ou de outra.
Para mim o melhor livro de Dan Brown!!! Super recomendo para todo apaixonado por literatura!!!
Abraços e beijos, Berma! 😉

Água Para Elefantes – Sara Gruen   Leave a comment

Olá Galera do Livros com Pipoca!!!

Hoje temos uma resenha muito apaixonante sobre o livro “ÁGUA PARA ELEFANTES“, da autora Sara Gruen, que foi publicado pela EDITORA ARQUEIRO.

AGUA PARA ELEFANTES

Sinopse: Desde que perdeu sua esposa, Jacob Jankowski vive numa casa de repouso, cercado por senhoras simpáticas, enfermeiras solícitas e fantasmas do passado. Por 70 anos Jacob guardou um segredo. Ele nunca falou a ninguém sobre os anos de sua juventude em que trabalhou no circo. Até agora. Aos 23 anos, Jacob era um estudante de veterinária. Mas sua sorte muda quando seus pais morrem num acidente de carro. Órfão, sem dinheiro e sem ter para onde ir, ele deixa a faculdade antes de prestar os exames finais e acaba pulando em um trem em movimento – o Esquadrão Voador do circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra. Admitido para cuidar dos animais, Jacob sofrerá nas mãos do Tio Al, o empresário tirano do circo, e de August, o ora encantador, ora intratável chefe do setor dos animais. É também sob as lonas dos Irmãos Benzini que Jacob vai se apaixonar duas vezes: primeiro por Marlena, a bela estrela do número dos cavalos e esposa de August, e depois por Rosie, a elefanta aparentemente estúpida que deveria ser a salvação do circo. “Água para Elefantes” é tão envolvente que seus personagens continuam vivos muito depois de termos virado a última página. Sara Gruen nos transporta a um mundo misterioso e encantador, construído com tamanha riqueza de detalhes que é quase possível respirar sua atmosfera.
Resenha: RESPEITÁVEL PÚBLICO, AGORA COM VOCÊS O CIRCO DOS IRMÃOS BENZINI!!! Em Água para Elefantes conhecemos o grande Jacob Jankowski, um senhor muito interessante, com idade entre 90 e 93 anos, e que vive em uma casa de repouso. Nessa casa ele vive ao lado das enfermeiras e outros idosos na qual acaba vivendo algumas situações inusitadas. E é em meio essas situações que ele vive na casa que Jacob nos conta a história da sua vida e do seu grande amor Marlena. A história começa quando Jacob perde seus pais em um acidente de carro e, transtornado pela perda e pelo fato de ter perdido toda a herança em dívidas com bancos, ele resolve subitamente abandonar a faculdade de veterinária durante o exame final, partindo assim sem rumo definido, onde acaba pulando dentro de um trem em movimento e descobre que esse trem é simplesmente o “Esquadrão Voador do Circo Irmãos Benzini”. E então começa a sua grande história!!!

Capturar

Jacob então se torna um dos muitos trabalhadores do circo passando a viver dentro desse mundo fantástico, vivendo todo o lado mágico desse universo, mas também o seu lado escuro e difícil, principalmente de quem fica por trás de todo o espetáculo, os trabalhadores.
E é no Circo dos Irmãos Benzini que Jacob acaba conhecendo os personagens que vão entrar na sua vida e transformá-la. Ele se apaixona por Marlena, a esposa do atual e cruel dono do circo, na qual vivem uma grande história de amor, e também Rosie, a elefanta eu se torna a esperança para que o circo não entre em falência, mas que acaba causando uma tremenda confusão, envolvendo Jacob, Marlena e outros personagens da história.
Apesar dos circos hoje em dia estarem muito em baixa, naquela época, eles eram recebidos com muito entusiasmo pelos cidadãos, e geravam muita mão de obra, tanto para trabalhos de manutenção como para artistas. A autora Sara Gruen teve o cuidado de fazer uma pesquisa detalhada e inserir a cultura circense da década de 30 da melhor maneira possível, sem fazer descrições extensas e entediantes e sim de uma forma dinâmica e romântica.

Capturar2

Sara nos leva em uma história muito envolvente, daquelas que não conseguimos largar o livro enquanto não vemos o final. Com personagens muito ricos e característicos, dando-nos a exata imagem na época em que a trama se passa, a autora consegue nos guiar no romance entre Jacob e Marlena, no suspense se August (O cruel marido da Marlena e administrador do circo), e no drama de Rosie, a elefanta que tem a missão de salvar o circo.
Enfim, Água Para Elefantes é um ótimo livro. Com destaque para a elefanta Rosie, que só aparece num ponto adiantado da história, e cativa e constitui a surpresa do enredo, além de contribuir para as cenas mais engraças.
Eu super recomendo esse livro para todos que, assim como eu, curtem um romance com um pano de fundo muito bem trabalhado, com um desfecho sem pontas soltas.
Abraços e beijos, Berma! 😉
%d blogueiros gostam disto: