Arquivo da categoria ‘Alexandre Callari

Entrevista com Alexandre Callari   Leave a comment

Segue abaixo uma entrevista muito legal que o Nefferson Ribeiro, do site “Meu Mundo Alternativo” (http://meumundo-alternativo.blogspot.com.br/) fez com o Alexandre Callari, escritor de “Apocalipse Zumbi – Os Primeiros Anos”.

Confiram a entrevista na íntegra:

********************************************************************

Resgatando um tema atual, os mortos-vivos, na entrevista, você irá encontrar seus futuros projetos, informação sobre os próximos volúmes de Apocalipse Zumbi e um papo cabeça sobre essas criaturas fascinantes, que levantam em busca de carne humana. Estão preparados?

Alexandre-Callari-Historia-Quadrinhos-HQ_ACRIMA20110709_0020_15

NR: Quais foram os maiores desafios que você enfrentou para conseguir lançar “Apocalipse Zumbi”?

Alexandre Callari: Precisei mostrar para a editora que o projeto era vendável. Todos sabem do potencial que vampiros, por exemplo, têm, porém só recentemente zumbis começaram a ganhar a grande mídia. Mas quando estávamos nas conversas preliminares, nem mesmo a adaptação da HQ The Walking Dead havia sido anunciada. Precisei convencê-los de algo que eu, por estar inserido no meio, vislumbrava como possível realidade (e felizmente estava certo). Não escrevi o livro e tentei vender o projeto, fiz o caminho inverso. Escrevi um bom projeto para tentar vender o livro. Nele, procurei mostrar a força que as zombiewalks têm em todo mundo e a quantidade de leitores em potencial. Quando o anúncio da série saiu, e principalmente a adaptação de World War Z, com um ator respeitável como Brad Pitt, ficou clara a força que o gênero tinha. A partir do estudo de mercado que fiz, a editora viu o campo que havia para ser explorado e deu sinal verde. O fato de ser o primeiro livro escrito por um brasileiro também ajudou.
NR: Não é difícil perceber o amor que você tem pelo gênero fantástico, a paixão como você narra os combates e a medida que seus personagens vão fazendo diversas homenagens e citações são exemplos disso. Mas você já teve vontade, ou até planos, de escrever sobre outras criaturas, como lobisomens e vampiros, por exemplo?

AC: Sim. Adoro vampiros e também demônios. Mas temos um expoente sensacional no Brasil, que é André Vianco. Tenho muito respeito pelo trabalho dele e não acho que alguém conseguirá obter sucesso em curto prazo escrevendo sobre vampiros no momento, com exceção da Giulia Moon. São dois autores que já estão firmes no mercado e acho que levará um tempo até que o público aceite outros que sigam essa linha. Fora isso, há centenas, na verdade milhares de temas e opções a serem explorados. Resolvi seguir em outra direção, pelo menos por enquanto. Quem sabe no futuro, eu escreva algo com demônios – tenho um conceito sensacional que irá chacoalhar até o esqueleto da vovó, mas como eu seria massacrado pela Igreja Católica e queimado em praça pública, é melhor segurar a onda.
NR: Hoje em dia, vivemos em uma época onde produções de vampiros tomaram conta dos cinemas e da televisão. Apesar disso, muitos acreditam que a era deles está prestes a acabar e que os zumbis tomarão seus lugares, como exemplo disso, posso citar a série The Walking Dead, que acabou virando fenômeno mundial. Você acha que os vampiros serão devorados pelos zumbis, ou eles têm chance de subsistir em harmonia?

Leia o resto deste post »

%d blogueiros gostam disto: