Arquivo para a Tag ‘As peças infernais

História em quadrinhos do casamento Tessa e Jem! Por Cassandra Clare!!!   Leave a comment

Olá fãs da Cassie como eu!!!

Cassie postou agora pouco uma história em quadrinhos do casamento de Jem e Tessa, um ano após Cidade do Fogo Celestial.

Londres, 2009, um ano após os acontecimentos de COHF. Existem algumas pistas aqui para TDA e até mesmo para Shadowhunter Academy, por isso, se você odeia spoilers, evite!

Confira abaixo a história traduzida:

Casamento Tessa e Jem 01

Casamento Tessa e Jem 02

Leia o resto deste post »

Entrevistas com Cassandra Clare   Leave a comment

Olá pessoal!!!! Já vi várias entrevistas da Cassandra Clare na web e vou postar duas que acho muito interessantes, na qual ela comenta sobre o término das trilogias de “Os Instrumentos Mortais” e “As Peças Infernais“, e fala também dos novos projetos e sagas dos Caçadores das Sombras!!!!

 

As Peças Infernais – Princesa Mecânica – Cassandra Clare   Leave a comment

AS PEÇAS INFERNAIS PRINCESA MECANICA

Sinopse: Continuação de Príncipe mecânico, “Princesa Mecânica” é ambientado no universo dos Caçadores de sombras, também explorado na série Os Instrumentos mortais, que chega agora ao cinema. Neste volume, o mistério sobre Tessa Gray e o Magistrado continua. Mas enquanto luta para descobrir mais sobre o próprio passado, a moça se envolve cada vez mais num triângulo amoroso que pode trazer consequências nefastas para ela, seu noivo, seu verdadeiro amor e os habitantes do Submundo.
Com “Princesa Mecânica” Cassandra Clare fecha a sua trilogia “As Peças Infernais” de forma magistral. Aliás, um dos pontos mais marcantes de Cassandra, são os seus finais, e esse não foi diferente.
Quando finalmente a família de Charlotte descobre o paradeiro do Magistrado a Clave não acredita e se nega a mandar ajuda, então caberá a esses heróis tentar impedir que Mortmain acabe com todos os Caçadores das Sombras.

dsfzsdfzs

Tessa agora descobre a sua real natureza e toda a capacidade do seu poder, enquanto que Will e Jem terão que lidar não somente com o vilão mas também com o amor que ambos sentem pela Tessa e por eles mesmos, pois são mais do que amigos, são “parabatais”.
Não quero dar muitas informações deste livro, pois ele é fantástico e não quero estragar a surpresa de quem for lê-lo. Então vou me manter mais na minha opinião sobre ele.
Para mim Cassandra mais uma vez mostra todo seu talento com o final dessa trilogia, mesmo seguindo na mesma linha dos dois anteriores, onde o foco principal é o relacionamento dos personagens (O que pode desagradar quem gosta mais de aventuras) ele é simplesmente perfeito em relação à história.
O final é surpreendente, tanto o final da aventura como também os finais de cada personagem e dos casais românticos.
Mas o que mais me surpreendeu foi como Cassandra insere aqui vários pequenos pontos e informações que vão enriquecer muito mais todo o universo dos Caçadores das Sombras, tanto na trilogia “As Peças Infernais” como, e principalmente, nas duas trilogias de “Os Instrumentos Mortais”. Tentando fazer uma analogia é como o J.R.Tolkien faz com “Simarillion” e “O Hobbit” antes da trilogia do “Senhor dos Anéis”.
E também os pequenos pontos e indícios já da sua nova trilogia que contará a história de Julian e Emma, chega ao ponto de Cassandra complementar o fim da saga de “Os instrumentos Mortais” com este livro.
Enfim, um final de trilogia muito empolgante, muito romântico, que nos faz vibrar, rir e chorar com os desfechos que vão acontecendo. É realmente um daqueles livros que quando termina fica aquele gostinho de tristeza por ter acabado.
Um livro com a assinatura de Cassandra.
Espero que gostem como eu.
Obs.: Para mim o final da segunda trilogia de “Os Instrumentos Mortais” ainda é melhor, mas muito mais pelo desfecho de Simon e Isabelle, que para mim são os melhores personagens de Cassandra. Mas se formos comparar o final de Tessa, Will e Jem (As Peças Infernais), com o final de Clary e Jace (Os Instrumentos Mortais), fico com o final de Tessa, pois realmente Cassandra mandou muito bem aqui.
Abraços e beijos, Berma! 😉

  Leave a comment

livro-encantada-fada45g

“A vida é um livro, e há mil páginas que ainda não li.”

Princesa Mecânica – Cassandra Clare

Só isso!!!   Leave a comment

sorrow_by_silentspiritwolf

“Você me perguntou como eu, sendo imortal, sobrevivo a tantas mortes. Não existe nenhum grande segredo. Você suporta o que é insuportável, e segue. Só isso.”

Magnus Bane – Princesa Mecânica – Cassandra Clare

Todo encontro…   Leave a comment

happy-people-in-the-poppy-field-1280x800-wide-wallpapers-net

“Todo encontro levava a uma partida, e assim seria, enquanto a vida fosse mortal. Em todo encontro, havia um pouco da tristeza da separação, mas, em toda separação, havia um pouco da alegria do encontro.”

Princesa Mecânica – Cassandra Clare

Partes de mim sumindo na escuridão…   Leave a comment

 

clockw a

“Mas me sinto me perdendo… – procurou palavras. – Sinto-me diminuído, partes de mim sumindo na escuridão, a parte boa, honesta e verdadeira; se você as mantém longe por tempo o bastante, será que as perde de vez? Se ninguém se importa com você, será que você sequer existe?”

Will Herondale (Príncipe Mecânico – Cassandra Clare)

As Peças Infernais – Príncipe Mecânico – Cassandra Clare   Leave a comment

AS PEÇAS INFERNAIS PRINCIPE MECANICO

Sinopse: Tessa Gray não está sonhando. Nada do que aconteceu desde que saiu de Nova York para Londres – ser sequestrada pelas Irmãs Sombrias, perseguida por um exército mecânico, ser traída pelo próprio irmão e se apaixonar pela pessoa errada – foi fruto de sua imaginação. Mas talvez Tessa Gray, como ela mesma se reconhece, nem sequer exista. O Magistrado garante que ela não passa de uma invenção. Para entender o próprio passado e ter alguma chance de projetar seu futuro, primeiro Tessa precisa entender quem criou Axel Mortmain, também conhecido como Príncipe Mecânico.
Em “Príncipe Mecânico” Cassandra Clare continua a sua história de “Peças Infernais”, contando a história dos Caçadores das Sombras numa época anterior a de “Instrumentos Mortais”.
Com a fuga do Magistrado no final do livro anterior Tessa, Will e Jem, juntamente com a família do Instituto de Londres serão questionados pela Clave pelo fracasso do plano de pegá-lo, enquanto que outros caçadores utilizarão desse momento de desconfiança para tentar tirar a responsabilidade do instituto de Charlotte.
Assim, a Clave estipula um tempo para que Charlotte, com a ajuda de Will, Jem e Tessa possam descobrir o paradeiro do Mortmain, ou Magistrado. Caso contrário a responsabilidade do Instituto passará para as mãos do maquiavélico Benedict LightWood.
Assim os heróis correm contra o tempo não só para livrar o mundo das insanidades do Mortmain como também para assegurar que eles continuem a morar no Instituto de Londres. Nesta aventura irão se defrontar com máquinas muito mais fortes e diabólicas, com demônios e traições, colocando em prova a força e fidelidade da família.
Quero agora fazer uma correção aqui. Quem leu a minha resenha de “Anjo Mecânico” (Se ainda não leu pode ler aqui ) eu fiz uma comparação entre os casais Jace & Clary com Will & Tessa, dizendo que os casais eram muito parecidos. Apesar das personalidades individuais dos personagens terem muita coisa em comum, Em o “Príncipe Mecânico”, Cassandra deixa bem claro a diferença dos casais e dos romances. Enquanto que em “Intrumentos Mortais” os protagonistas são jovens descolados, em “Príncipe MecânicoWill, Jem e Tessa são mais comedidos e formais, pelo fato da história de passar na época de 1800, onde os costumes eram diferentes, principalmente os romances e namoros, onde eram bem mais recatados. O que dá um toque bem gostoso no livro, uma mistura de “Instrumentos Mortais” com “Orgulho e Preconceito”.
Eu gostei bastante do livro, pois muitos mistérios e segredos são revelados aqui, principalmente os de Will, onde iremos entender o porquê do seu jeito tão arrogante e, muitas vezes, até irritante. E também veremos o desenrolar desse triângulo amoroso, que fica cada vez mais forte e envolvente (Apesar que, como já disse anteriormente, não sou muito fã de triângulos amorosos).
O ponto negativo do livro, na minha opinião (Por que isso pode varia de acordo com o gosto de cada leitor), é que Cassandra focou muito a história desse livro no drama do relacionamento dos personagens, a dúvida de Tessa em ficar com Will e Jem, o casamento de Charlotte com Henry, a depressão de Jessamine, e o amor secreto de Sophie. Onde a ação propriamente dita ficou um pouco de lado, dando lugar a dramas, intrigas e traições. Tentando fazer uma comparação, “Príncipe Mecânico” é bem do estilo de “Lua Nova” da saga “Crepúsculo”.
Mas mesmo assim o livro é muito legal e bem interessante, com um final inesperado. Fazendo assim uma boa preparação para o desfecha da saga em “Princesa Mecânica”.
Tenho certeza que vão gostar como eu.
Abraços e beijos, Berma! 😉

Não se pode fugir da dor!!!   Leave a comment

Twilight24x18

“Não se pode comprar, alucinar ou sonhar um caminho para fugir da dor!”

Tessa (Príncipe Mecânico – Cassandra Clare)

A virtude do homem…   Leave a comment

tumblr_mdruzgaeZA1r0rpero1_500

“A virtude dos anjos é que eles não podem deteriorar; o defeito é não poderem deteriorar. O defeito do home é que ele pode deteriorar; e sua virtude é poder melhorar.”

As Peças Infernais – Príncipe Mecânico – Cassandra Clare

%d blogueiros gostam disto: