Resenha: A História Sem Fim, de Michael Ende   4 comments

Olá Galera do Livros com Pipoca!!!

A HISTORIA SEM FIM

Sinopse: “A História sem Fim” é a mágica aventura de um garoto solitário que passa através das páginas de um livro para um reino muito particular, o reino de Fantasia. Nesta terra imaginária, numa busca original e cheia de perigos, Bastian descobre a verdadeira medida de sua própria coragem e aprende também que até ele tem capacidade para amar. O texto impresso em duas cores, verde e vinho, as belas ilustrações das aberturas dos capítulos completam o clima de encantamento que envolve o leitor.
Resenha:A História Sem Fim” narra à aventura de “Bastian Batltazar Bux”, um garoto que vive problemas de relacionamento com o pai e é constantemente agredido pelos colegas de escola, e que, por essa razão, acaba refugiando no mundo fantástico dos livros. Até que um dia ele se esconde em uma livraria e conhece “Karl Konrad Koreander”, dono da livraria, mas o cara não demonstra muita simpatia por ele e nem por criança nenhuma, e acaba saindo para atender um telefonema. Assim Bastian vê-se sozinho na livraria e começa a dar uma olhada nos livros e é nesse momento que é atraído pelo livro (A História Sem Fim) que Karl estava lendo e acaba roubando ele. O garoto, se sentindo culpado pelo roubo, não quer voltar para casa, mas também quer muito ler o livro, assim ele acha um esconderijo na escola para ler o livro.
O livro “A História Sem Fim” apresenta para nós um ligar mágico, daqueles que todos gostariam de fugir quando as coisas na vida real não estão indo muito bem!!! Esse novo mundo chama-se Fantasia, cheio de criaturas fantásticas que é governado pela Imperatiz Criança, que tem a sua vida ligada a existência de Fantasia, mas ela não interefere no curso das coisas, não dá ordens, somente conselhos. Todo poder dela é representado por AURIN, um colar com uma inscrição e o símbolo das 2 serpentes.
Na história, Bastian (e nós leitores), estamos lendo é o grande problema que Fantasia esta enfrentando. Com a imperatriz doente, o mundo Fantasia esta começando a sumir, uma parte de cada vez. Então o herói Atreiú – um garoto-guerreiro muito corajoso recebe AURIN e inicia a missão de salvar a imperatriz. Nessa missão, ele recebe ajuda do seu companheiro de viagem, o grande dragão da sorte – Fuchur, assim inicia essa incrível aventura.
“ – Zombavam de você porque contava histórias que ninguém tinha ouvido? Como isso é possível? Nenhum de nós é capaz de o fazer, e tanto eu como os meu concidadãos ficaríamos muito gratos se você nos quisesse presentear com algumas histórias novas”
O que eu acho mais fascinante no livro é que o fato de contar a história de um leitor que não somente está lendo uma história, mas, conforme a leitura vai se desenrolando, o leitor passa a fazer parte da história podendo ele mudar o seu final.
“- O senhor só poderá descobrir os caminhos de Fantasia, disse Graograman, através dos seus desejos. E só poderá fazê-lo indo de um desejo para outro. Aquilo que o senhor não deseja, não conseguirá atingir. É esse o significado das palavras “perto” e “longe” neste lugar. E também não basta querer ir embora de um lugar. É preciso que se queira ir para outro. Deixe que os seus desejos o conduzam.”
O livro é escrito em cores diferentes, de forma que quando narra Bastian na sua vida real as palavras são escritas na cor verde, e quando narra a aventura que se desenrola dentro de Fantasia, as palavras são escritas na cor vermelha.
historiasemfim-miolo
Diferente e bem melhor que o filme, ele é um daqueles livros escritos para o público infantil mas que todo adulto vai se apaixonar. Bastante filosófico, profundo e intenso. Carrega mensagens de força, esperança e perseverança. Da importância de conhecer a sua capacidade e ter fé em si mesmo, mostrando que temos nossas responsabilidades e as nossas consequências.
“- É por isso que os homens temem e odeiam Fantasia e tudo o que dela vem. Querem aniquilá-la. Mas não sabem que, ao fazê-lo aumentam a torrente de mentiras que caem ininterruptamente em seu mundo…”
Um livro que nos mostra que o grande desafio do ser humano é vencer a si mesmo e os nossos medos interiores de não conseguir ou não ser capaz, ajudando-nos a nos tornarmos pessoas mais corajosas e determinadas, capazes de tornar o mundo um lugar melhor.
“… enquanto contemplava a imagem colocada sobre a neve, Bastian sentiu muita saudade daquele homem que não conhecia. Era um sentimento que vinha de muito longe, como uma onda do mar que ao longe parece inofensiva, mas que, à medida que vai se aproximando se transforma numa parede de água da altura de uma casa, que arrasta tudo consigo. Bastian quase se afogou nessa onda de saudade, e teve de fazer um esforço para respirar.”
Venha conhecer e viver as histórias de Fantasia, fazer amizade com Bastian e as criaturas de Fantasia, fazendo parte dessa incrível aventura.
“… quem nunca passou tardes inteiras diante de um livro, com as orelhas ardendo e o cabelo caído sobre o rosto, esquecido de tudo o que o rodeia e sem se dar conta de que está com fome ou frio…”
Depois me contam o que acharam!
Abraços e beijos, Berma! 😉

4 Respostas para “Resenha: A História Sem Fim, de Michael Ende

Assinar os comentários com RSS.

  1. Oi Marco, tudo bem?
    Achei muito criativa essa ideia de separar o livro entre o verde e o vermelho, o real e a fantasia. Me deixou curiosíssimo, eu adoro histórias assim e estou precisando ler algo do estilo no momento. Já tá na minha listinha de 2015!

    Por enquanto é isso,
    um abraço!
    http://www.obaucultural.com

    felipeviclopes
  2. Fala Felipe, tudo bom e você?

    Então, esse lance das cores diferente é muito show mesmo, dá uma graça maior na leitura, sem falar que a história é realmente fascinante… Tenho certeza que vai adorar!!! Depois me conta….
    Abração
    Marco

  3. Adorei a resenha! E a fonte maior na postagem deixou a leitura mais fácil e mais agradável 😉

    Francélia Pereira
    • Que bom que gostou Francélia, o livro é realmente muito bom.
      E muito obrigado pelo feedback… realmente a algum tempo estava querendo aumentar o tamanho da fonte.
      Ficou bem melhor mesmo. 🙂
      Abs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: