O Lado Bom da Vida – Matthew Quick   Leave a comment

O LADO BOM DA VIDA

SinopsePat Peoples, um ex-professor de história na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um “tempo separados”. Tentando recompor o quebra-cabeças de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com seu pai se recusando a falar com ele, sua esposa negando-se a aceitar revê-lo e seus amigos evitando comentar o que aconteceu antes de sua internação, Pat, agora um viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida. À medida que seu passado aos poucos ressurge em sua memória, Pat começa a entender que “é melhor ser gentil que ter razão” e faz dessa convicção sua meta. Tendo a seu lado o excêntrico (mas competente) psiquiatra Dr. Patel e Tiffany, a irmã viúva de seu melhor amigo, Pat descobrirá que nem todos os finais são felizes, mas que sempre vale a pena tentar mais uma vez. Um livro comovente sobre um homem que acredita na felicidade, no amor e na esperança.
*****************************************************************************
O livro de Matthew Quick é simples, tanto na linguagem empregada quanto em história e, na minha opinião, é essa simplicidade o torna um livro bom, pois ele nos permite entrar facilmente na vida dos protagonistas, que se parecem muito com cada um de nós.
O livro é contado por Pat que é o principal personagem dessa história. a história começa com Pat saindo de um centro de recuperação de doenças mentais e ele não se lembra dos grandes acontecimentos de sua cidade ou do mundo, muito menos do que o levou àquele lugar. Ele sabe somente que se separaou da sua esposa Nikki, por isso está passando por um tempo de separação de seu grande amor que o chama de “Tempo separados”. Só sente que todos lhe escondem coisas, em especial a mãe, e principalmente quando o nome de Nikki é mencionado.
O autor ainda explora a relação estranha que Pat tem com o pai. Um homem quieto e bruto, que possui uma personalidade um tanto obscura. Algumas vezes se abre com o filho e conversa, somente quando o assunto se trata de futebol americano, mas a maioria do tempo o ignora solenemente. Este jeito do pai dele acaba também interferindo na felicidade da mãe de Pat, uma mulher infeliz e chorosa, que está sempre à beira do limite, tendo que aguentar as grosserias do marido, embora possa contar com a ajuda de seu outro filho, Jake, e alguns amigos e vizinhos.
Então Pat  encontra Tiffany, uma viúva que parece ser também mentalmente desequilibrada. Ela aparece quando ele não a quer por perto e desaparece quando ele quer falar com ela. É uma mulher misteriosa, que irá remexer a vida de Pat e tentar trazê-lo de volta, de livrar-lhe do gatilho que lhe desencadeia as crises.
O livro é daqueles que a gente lê bem rapidinho, os capítulos não são numerados e sim nominados, o que é raro hoje em dia. A editora Intrínseca caprichou nas 254 páginas, fornecendo-nos uma edição perfeita. Tem um tom que mescla o drama com o cômico de uma forma que nunca vi antes em outras leituras. É inebriante, aconchegante e nos faz viver e refletir. A inocência de Pat nos emociona, pois é de uma vida perdida e problemática. Ele terá de montar, como um quebra-cabeças, com seu passado, presente… Suas perdas e ganhos, para poder viver o lado bom da vida.
Super recomendo o livro para todos que gosta de ver a vida com olhos que vão além de todo esse materialismo que impera hoje em dia!!!
Abraços e beijos, Berma! 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: